Maquiagem


De todos os batons que comprei (aqui!) esse é o que eu menos uso, mas hoje tantas pessoas perguntaram que batom era que até me surpreendi.

Bombshell - Frost

Bombshell

O Bombshell é um batom rosa bem aberto e bastante cintilante (acabamento Frost).

Eu não uso muito por dois motivos: ele evidencia horrores as minhas olheiras ( e haja cuidado com corretivo na hora de usá-lo) e ele mara muito, mas muito mesmo, minhas linhas labiais. E eu não consigo de jeito nenhum dar um jeito nisso.

Bombshell - Frost

Bombshell - Frost

Anúncios

Girls,

acho que exagerei um pouco nas compras de carnaval (rs) e estou vendendo/trocando esses dois produtos:

Batom MAC Angel – acabamento FROST

Batom MAC Faux – acabamento SATIN

O Angel eu usei duas vezes para testar, está com o formato de novo ainda. O Faux está zerado, vou me desfazer porque o meu tá longe de acabar ainda!

Sou negação totaaal pra swatches, mas estou providenciando fotos deles!

Negociações? Me mande email para peledepessegoblog@gmail.com

A Tamila, do Frescuras de Mulher, fez um post que me deixou com muita vontade de comprar o Blot Powder, da M.A.C. E não sosseguei até ir ao site da M.A.C e depois comprar o meu.

A unique pressed powder designed primarily to provide shine control without adding any noticeable colour or texture.

Essa descrição bastou.

Minha cor é a light, e fiquei meio chocada, achando que poderia ser muito fake, mas funcionou super bem!Usei ele diversas vezes, retoquei de tempos em tempos ao longo do dia (às vezes bem suada também) e nada de ficar uma maquiagem pesada. Ele serve mesmo pra só absorver a oleosidade perversa e me deixar feliz, sem brilhos indesejáveis, ao longo do dia. Fora que dá tranquilamente pra retocar nas áreas de mais oleosidade sem ficar com a tonalidade diferente.

Ele vem com uma esponja, super fofa mas nada prática. Primeiro porque ela fica em contato direto com o produto, o que não me agrada (ciclo: passa na pele suja, guarda, passa na pele suja) e também porque o pincel fica bem mais natural. O espelho quebra um galho, claro.

Amei a dica, amei o produto e tenho certeza que não consigo mais viver sem ele. Até mesmo quando estou sem maquiagem uso na pele pra dar um ar matificado natural, fica otimo!

Usei com o pincel 129, da M.A.C mesmo, mas estou procurando um novo, porque agora eu quero saber de muitos pincéis!=)

Custou uns 25 dólares, eu acho, que foram muito bem gastos!

Tinha uma amostra do Take the day off, demaquilante da Clinique, aqui em casa há algum tempo mas ele estava intacto. Aproveitei a viagem e a embalagem pequena e prática dele para testá-lo.

A embalagem é super segura, não vazou nada e coube direitinho no necessàire previsto. É, isso é um ponto que conta muito, já que ninguém quer chegar no destino com um produto pela metade e roupas manchadas.

Quanto à ele, bifásico para remover com facilidade maquiagem à prova d´água e outros produtos punks, fiquei numa relação duvidosa.

A maquiagem sai rapidamente, basta passar um pouco no algodão e ir tirando normalmente que tudo parece dissolver mesmo nele, sem deixar nenhum resíduo do mais poderoso rímel. O problema vem depois. Eu sempre lavo mesmo o rosto depois de remover a maquiagem mas o uso do Take the day off torna esse passo crucial, porque ele deixa a pele super oleosa e gosmenta mesmo, então tem que lavar o rosto depois, se não já era!

Não sei quantas de vocês já repararam mas eu, super curiosa , já vi escrito “PA++” em alguns cosméticos e também na base DiorSkin que falei ontem.

Esse “código” significa o grau de proteção contra raios UV do tipo A, que penetram mais profundamente na pele que os raios UVB e, consequentemente, são mais perigosos.

A nomenclatura “PA++” indica que a proteção contra raios UVA é moderada (já PA+ é uma proteção leve e PA+++ é uma boa proteção).

Há algum tmepo minha base Shiseido estava chegando ao fim e queria uma substituta.

Depois de muito ler/procurar decidi que seria base da linha DiorSkin com o maiornomedomundo ” DiorSkin Forever Flawless & moist extreme wear makeup”. Não a líquida, porque depois que passei a usar base compacta não quero outra vida. Faltava mesmo comprar ela em outra moeda que não o Real (em torno de R$190,00).No free shop de Lima comprei por 49 dólares. Bom, né?

Já tinha visto aqui no Brasil qual era meu tom, já que acho complicado ficar tentando descobrir a cor da base no free shop, com a pele suja, essas coisa; então foi só chegar e comprar. Minha cor é Medium Beige (030).

A escolha, sem dúvida, foi excelente! A cobertura dela é beem suave, se aplico com pincel, então, fica super natural e mesmo assim com a pele super uniforme. O único pequeno problema é que sai pó pra todos os lados! Mas a bagunça é controlável…

O que a vendedora me explicou e achei bastante curioso/utilidade pública, foi que as bases Dior que terminam com “O” são de matriz neutra, as que terminam com “1” são mais amareladas e com “2” mais rosadas. Além disso, me falou brevemente sobre as tecnologias “Nano- Stretch Network” e “Hydra-Gel System”, que, como descrito na embalagem, promovem uma cobertura perfeita e uniforme, além de funcionar para regular a hidratação da sua pele. Eu achei isso meio suspeito pra minha peles oleosas mas pensando racionalmente toda pele deve estar sempre bem hidratada e essa base é oil-free, então, não teria problemas!

A embalagem é uma graça (vó mode on) com um estojinho de camurça com as iniciais “CD” . Vem com um mega espelho, excelente!

Ela é vendida em refil também mas não acho que seja fácil de encontrar, porque já procurei bastante e nada!

Ah!!Tem FPS25 mas, nem por isso, deixo de aplicar proteção solar antes.


Mais do mesmo:

– Base Shiseido

– Porque devo aplicar protetor mesmo se minha base tem FPS?

– Anthelios AC FPS 40, La Roche Posay

O primeiro dos batons M.A.C que comprei em dezembro a ser mostrado é o Crosswires.

Esse batom é da coleção Cream Team lançada há algum tempo, já, e não é nada discreto! Digo isso porque estou acostumada com os “basicões” e me assustei no espelho com ele. Na embalagem ele é bem menos coral do que na “vida real” e depois de usar pra ficar em casa e me acostumar, posso dizer que quebrei uma barreira!rs

O acabamento Cremesheen com leve brilho, quase imperceptível, é super “normal”. Digo isso porque o batom não fica nem muito glossy nem muito seco, dois pavores que tenho! A durabilidade, M.A.C inquestionável!

A cor, como vocês podem ver(mal), é bem verão.


Prometo voltar mais tarde com ele na boca!

Sorry a montagem tosconéésima mas era pra não deixar minha promessa caducar!rs

Próxima Página »