Viagem


Tinha uma amostra do Take the day off, demaquilante da Clinique, aqui em casa há algum tempo mas ele estava intacto. Aproveitei a viagem e a embalagem pequena e prática dele para testá-lo.

A embalagem é super segura, não vazou nada e coube direitinho no necessàire previsto. É, isso é um ponto que conta muito, já que ninguém quer chegar no destino com um produto pela metade e roupas manchadas.

Quanto à ele, bifásico para remover com facilidade maquiagem à prova d´água e outros produtos punks, fiquei numa relação duvidosa.

A maquiagem sai rapidamente, basta passar um pouco no algodão e ir tirando normalmente que tudo parece dissolver mesmo nele, sem deixar nenhum resíduo do mais poderoso rímel. O problema vem depois. Eu sempre lavo mesmo o rosto depois de remover a maquiagem mas o uso do Take the day off torna esse passo crucial, porque ele deixa a pele super oleosa e gosmenta mesmo, então tem que lavar o rosto depois, se não já era!

Quando vi esse adesivo logo lembrei de nós, mulheres que aproveitam o sinal (ou engarrafamento) para retocar o batom, pasar curvex, borrifar água termal ou só conferir se está tudo ok.

Adorei!

Há algum tmepo minha base Shiseido estava chegando ao fim e queria uma substituta.

Depois de muito ler/procurar decidi que seria base da linha DiorSkin com o maiornomedomundo ” DiorSkin Forever Flawless & moist extreme wear makeup”. Não a líquida, porque depois que passei a usar base compacta não quero outra vida. Faltava mesmo comprar ela em outra moeda que não o Real (em torno de R$190,00).No free shop de Lima comprei por 49 dólares. Bom, né?

Já tinha visto aqui no Brasil qual era meu tom, já que acho complicado ficar tentando descobrir a cor da base no free shop, com a pele suja, essas coisa; então foi só chegar e comprar. Minha cor é Medium Beige (030).

A escolha, sem dúvida, foi excelente! A cobertura dela é beem suave, se aplico com pincel, então, fica super natural e mesmo assim com a pele super uniforme. O único pequeno problema é que sai pó pra todos os lados! Mas a bagunça é controlável…

O que a vendedora me explicou e achei bastante curioso/utilidade pública, foi que as bases Dior que terminam com “O” são de matriz neutra, as que terminam com “1” são mais amareladas e com “2” mais rosadas. Além disso, me falou brevemente sobre as tecnologias “Nano- Stretch Network” e “Hydra-Gel System”, que, como descrito na embalagem, promovem uma cobertura perfeita e uniforme, além de funcionar para regular a hidratação da sua pele. Eu achei isso meio suspeito pra minha peles oleosas mas pensando racionalmente toda pele deve estar sempre bem hidratada e essa base é oil-free, então, não teria problemas!

A embalagem é uma graça (vó mode on) com um estojinho de camurça com as iniciais “CD” . Vem com um mega espelho, excelente!

Ela é vendida em refil também mas não acho que seja fácil de encontrar, porque já procurei bastante e nada!

Ah!!Tem FPS25 mas, nem por isso, deixo de aplicar proteção solar antes.


Mais do mesmo:

– Base Shiseido

– Porque devo aplicar protetor mesmo se minha base tem FPS?

– Anthelios AC FPS 40, La Roche Posay

O primeiro dos batons M.A.C que comprei em dezembro a ser mostrado é o Crosswires.

Esse batom é da coleção Cream Team lançada há algum tempo, já, e não é nada discreto! Digo isso porque estou acostumada com os “basicões” e me assustei no espelho com ele. Na embalagem ele é bem menos coral do que na “vida real” e depois de usar pra ficar em casa e me acostumar, posso dizer que quebrei uma barreira!rs

O acabamento Cremesheen com leve brilho, quase imperceptível, é super “normal”. Digo isso porque o batom não fica nem muito glossy nem muito seco, dois pavores que tenho! A durabilidade, M.A.C inquestionável!

A cor, como vocês podem ver(mal), é bem verão.


Prometo voltar mais tarde com ele na boca!

Sorry a montagem tosconéésima mas era pra não deixar minha promessa caducar!rs

Surprise Me(lustre), Bombshell(frost), Crosswires(cremesheen) e Made with Love(lustre).

Resolvi experimentar novas texturas e cores.

Já usei todos, e adorei cada um.

Como eu sempre quero mais, ainda não vou sossegar enquanto não comprar o Please Me (não tinha), o Saint Germain, da coleção Sugar Sweet e o Privé, da coleção Baroque Boudoir

Pra entender um pouquinho dos acabamentos de batons  M.A.C, indico esse post que virou “colinha” pra mim, do Coisas de Divas.

O melhor título seria “Compras do freeshop”, já que o que comprei foi lá mesmo.

Em Lima fui a apenas um shopping, só pra almoçar e me arrependi de não ter ficado na portinha do cubículo da O.P.I pra comprar esmaltes. Era dia 24/dez e estava com mega movimento, a mulherada louca dentro da pequena loja que não cabia mais de oito pessoas (e devia ter umas doze), fora que o esmalte custava 38 soles, o equivalente a mais ou menos 13 dólares. Um pouco mais caro que o vendido nos EUA mas ótimo para quem não tem opção de comprar no país,né. Mas pra quem um dia for ao Perú e se interessar: O.P.I no shopping Larcomar (em Miraflores), segundo piso.

Como achei a base que queria no Freeshop em Lima, não pensei duas vezes antes de comprar. Ainda bem, porque cheguei ao Rio morreeendo de sono e dor de cabeça, o que só me permitiu uma passada na M.A.C e dois perfumes de “encomenda”.

Não sou muito boa com swatches mas volto com as cores dos batons e da sombra, que me pareceu ótima pro dia a dia!

Sempre uns quinze dias antes do meu tio viajar eu começo a surtar fazer a lista de itens que eu quero horrooores que ele compre!

Tadinho!

Sempre começo navegando milhões de sites pra ver tuudo que eu quero, vou escrevendo e fazendo uma estrelinha do lado do que eu amo e preciso de qualquer jeito (quase tudo), aí ele sabe que sem essas coisas ele não pode voltar se não eu morro!

O restante ele sabe que são “mimos”…rs

É tãão bom ficar viajando assim hooras e horas!

Que o curvex  Shu Umera é um fenômeno todo mundo sabe.

Eu fiquei muito surpresa com o resultado do curvex da Clinique que veio junto com dois rímeis. Era uma promoçãozinha e comprei nno Free Shop aqui do Rio. Dois rímeis e o curvex de brinde!

antes

antes

Minha pálpebra é muito caidinha e não achei que ele fosse dar jeito dos meus cílios realçarem. Engano meu.

depois

depois

Que diferença!! Acho que ficou ótimo, ainda estava sem rímel nenhum.

Ele é um curvex como todos os outros, com a vantagem de não beliscar e ainda ter sido de graça. Não achei ele pra vender aqui pela internet.

Se você ainda tem algum dúvida de como usar o curvex e garantir um bom resultado, fica o link para o vídeo do Beleza Bacana.

Pra ver o vídeo, clica aqui.

Que pincel é investimento e parte importante da maquiagem todo mundo já sabe. E depois que comecei a me interessar mais por maquiagem, vi que tinha que comprar pincéis. Bons e novos.

E eu também não queria viver de esponjinha. Não mais.

 Adoro os pincéis da MAC, são muito macios e os pequenos, práticos de usar e levar por aí. Fora que quando eu comprei a vendedora foi um doce e me ensinou a usar todos. Não tinha muita prática mas tenho arriscado e ficado bastante satisfeita!

Como não sou provida de muitas riquezas, tenho poucos e bons.

129: para pó/blush. Eu adoro e não consigo mais viver sem para aplicar o pó. Eu só tinha o da coleção Adoring carmine (o vermelho) mas meu tio trouxe pra mim uma versão especial, tão pequenina quanto, para eu poder levar na bolsa e usar sempre. Ainda vem uma bolsinha fofa e ótima pra ele ficar guardado.

219 : para esfumar. fica lindo!De verdade, eu nunca achei que pudesse se r capaz de fazer um smoked. Também pode ser usado pra iluminar o cantinho.

239: para aplicar a sombra. Muito prático, se encaixa na pálpebra.

266: chanfrado. para delinear. O mais dificilzinho pra mim.

316: uso para ter mais precisão ao aplicar batom. Perfeito, to numa fase “batom”.

195, único com cabo maior, é da coleção Well-defined e comprei pra usar com o corretivo. Uso quando estou com mais tempo, porque na maioria das vezes uso dedinhos para aplicar o corretivo.

Não podemos esquecer que a limpeza dos pincéis é fundamental para manutenção, durabilidade, qualidade e higiene de quem usa. O ideal varia de acordo com a utilização. Um bom produto e depois deixar secar, sem usar secador, nada disso.

E, comparando, a aplicação fica muito mais natural e bonita usando pincéis de qualidade e boas cerdas. Fora que mais fácil, também.

É, eles são muito caros por aqui no Brasil e vale esperar as coleções especiais* que ficam disponíveis aqui na época do Natal (elas estão no Free Shop o ano inteiro**). A minha é “Adoring carmine“. O preço do kit vale muito a pena comparado com o valor de um único pincel.

* Geralmente são três opções: uma de pincéis básicos (os meus: 266SE, 316SE, 219SE, 239SE e 129SE) ; uma de pincéis para os olhos (209SE, 275SE, 212SE, 217SE e 252SE) e uma de pincéis para o rosto (194SE, 168SE, 190SE e 187SE)

** estavam pois o Free Shop anda suuper vazio, inclusive de coisas MAC e minhas amigas ficaram sem suas encomendas.

 

 

Eu não tenho a menooor coordenação motora.Mesmo!Então, eu nunca consigo tirar minhas cutículas, pintar de forma igual as unhas e depois ainda limpar o esmalte sem cagar tudo!(por isso raramente deixo de ir ao salão)
borradinho

Apple of my eye - borrado

Foi aí que resolvi testar o Nail Polish Corrector, da Sephora. Nada mais é que uma canetinha que tem um removedor de esmaltes na ponta. Da primeira vez odiei, achei que não removia nada e tudo mais. Ficou jogado. Aproveitei que tava sem unha feita pra ver como ficava um esmalte que nunca usei e dar uma segunda chance pro bendito produto.

razoavelmente limpo

voilà..limpo

Prático eu não acho que ele seja muito. Pode ser falta de prática mesmo mas tive que passar algumas vezes pra retirar todo excesso, ainda tive muito medo de cagar quando tirei os cantinhos. Sou bem perfeccionista mas achei o resultado final positivo, ficou bem limpinho e sem resquícios de todo borrãozinho que eu fiz.

Não é algo que eu não possa deixar de ter (por enquanto) mas pode ser muuuito útil momentos antes daquele evento de última hora e sua unha está trash sem esmalte. Além disso, se for um esmalte clarinho, o resultado pode ser  melhor. 

Nail Polish Corrector

Nail Polish Corrector

Eu tinha a seguinte dúvida: ele fica sujinho… e depois? Bom, ele fica com resíduo do esmalte mas acaba absorvendo e não há risco de sujar a unha da próxima vez que usar.

Custa seis dólares..e eu definitivamente acho que é válido, sim! Um pouco mais de coordenação/prática e vou decretar o fim dos tempos para o pau de laranjeira!

Próxima Página »